“O rei está nu”

Em consequência da produção sistemática de pautas negativas, agregando xingamentos, negações à ciência, ironias aos contrários, enfrentamentos aos poderes constituídos e à personalidades, além de outras dezenas de malfeitos, o presidente Jair Bolsonaro começa a sofrer um descrédito total e crescente à sua posição institucional. Elas surgem e se avolumam em todo o país. Sem nunca ter sido um notável político no passado, Bolsonaro eleito e empossado, deixou fugir a oportunidade de firmar-se como um chefe de governo sério, mesmo que sempre atuando de forma incipiente nas reformas que prometeu fazer. Na história política do Brasil, tivemos generais rígidos e perigosos, além de populistas em variados graus e insólitas ações… mas nenhum que tenha superado Bolsonaro, pela reunião a um só tempo de todas as mazelas e esquisitices que alguém poderia ter vestindo uma faixa presidencial. E com apoio de quase 58 milhões de brasileiros. As urnas pariram um presidente-fake!

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: